mardi 14 avril 2009

Le color print temps


O só de um é a neve gélida do outro
como se fosse o sufocar de um grito
Pergunto onde está aquele lugar
de dizeres florais
ou mesmo o compartilhar de um vinho rouge.
Quero mais de um amor-surreal
amor que chega sem avisar
e atrai meus olhares e ouvidos
boca e coração.
Não! Não cabe o só em um nó romântico
há muita cor nesse nó que o só cinza
só pode se render!
Como a neve se rende às cores e perfumes
de uma primavera digna das tulipas holandesas
ou ainda dos jardins de Monet.
Quero ver ouvir viver
e vim para te querer.
por Tatiares

1 commentaire:

  1. Sentidos são os nomes que procuramos dar a espaços vazios, sentir é o que somos. A neve reflete em si a luz do sol potencializada e a rendição de si a si é o passo preferido da jornada. Quisera jardim, primavera chegando. Quisera ser sim, aquarela em pano.

    RépondreSupprimer