lundi 4 octobre 2010

Primeiros contatos poéticos d'un coup d'oeil du velho mundo

Hoje faz uma semana que enfim cheguei ao meu tão esperado novo lugar,
me sinto daqui sendo dai e não pertencendo a lugar algum.


Em meio às montanhas vejo meus diminutos pesares e meus grandiosos aspirares,
neblinas altas a cobrir os vales, a dançar ao redor dos topos todos glaçados em neves.

Às vezes, quando caminho ao lado, penso que Anteu vai se levar...
porque sua força é sentida, grandiosa.


Em meio ao terreno todo plano que a cidade propõe,
ando e ando, como não fazia há algum tempo...
assim, o tempo na minha cabeça é diferente,
vejo mais e dá tempo pra rodopiar na mente.


Ativo meu lado lírico-eletro-poético-químico
no dia de cada dia,
e na noite de cada dia
escolho sem rotina!


por Tatiares

2 commentaires:

  1. Os ares novos já fizeram novas produções, parabens pelas obras e tudo de bom nessa nova jornada, tudo de bom todo dia.

    RépondreSupprimer
  2. É a poesia falando da gente com poesia. Tão bom que nem sei o que mais me encanta.

    RépondreSupprimer