dimanche 20 mai 2012

Udia-Galeão-CDG-TGVLyon-trem-maison


daquela pequena janela
um chão todo em nuvens
com um tapete em forma de asas
                                     de avião.

um céu todo escuridão
luzes artificiais a piscar
               no infinito vão.

vermelhas, azuis
roboticas automaticas 
                            amareladas
apenas vênus era de fato clara
a luz do resto todo - pudera !
             poeira de estrelas mortas
                      desta via lactea era.

(...)

e tanta gente em busca de estabilidade neste mundo cão.
                                             haja coração pra tanto não.

Tatiares

1 commentaire: