dimanche 8 juillet 2012

Unicidade

Luzes num céu de julho
na semana do 14 de julho
e um gosto tão bom, tão bom
    daquele de quando se é
          o que se quer ser.

Mesmo quando se percebe tanta injuria
tanta falta de resolução
tanta sobra no espaço que não é seu,
                                       não só seu.


Ainda bem, ainda bem esse peso
                              da gravidade
iluminando o bom senso
a luz do sol,
               a insignificância.

E esse cintilar no existir e não,
         meditativo tantas vezes.

   
            Ah! ser só um
às vezes é tão pouco, tão pouco.


por Tatiares

Aucun commentaire:

Enregistrer un commentaire