vendredi 8 mars 2013

sunshine



Crescia buscando azul ozônio
braços e branches esticados
alvéolos ramificados numa outra direção
e assim, respirava mais que o resto.

Protesto em forma de natureza não morta,
daqueles em que se vê sentido,
uma inspiração aliada ao esforço,
o de viver mesmo, esse que todos conhecemos.


De uma forma ou de outra,
a dimensão desse existir é a mesma,
seja amadeirado, sombrio, curvado, florido, amado

(...)

o que precisamos mesmo é ser iluminados.

por Tatiares

2 commentaires:

  1. no fim é a busca o grande catalizador da vida. Seu texto tem muita magia!!!

    RépondreSupprimer
  2. Hoje você iluminou... Iluminou poemas com a graça de um lápis de luz.
    Gosto muito de sua obra, nunca pare, cada dia tá melhor.

    RépondreSupprimer